A PIEPACKER agora é JAM.GG: plataforma online de retrogames jogáveis diretamente em seu browser!

Clássicos licenciados pela SNK, Interplay, Data East, além de títulos indie exclusivos, estão disponíveis gratuitamente para partidas multiplayer online sem downloads ou anúncios!
  • Rafael de Oliveira
  • 06 de Maio de 2022

Com a proposta de entregar jogos clássicos ao público de forma simples, direta, e com suporte a partidas multiplayer online, a Piepacker surgiu em campanha no Kickstarter, e durante o período de Abril a Maio de 2021, teve arrecadação de US$ 220,656,00 mais do que o dobro da quantia estipulada de US$ 75.000,00, meta quebrada em apenas 48 horas de campanha.

Em Fevereiro de 2022, a Piepacker chegou oficialmente ao Brasil e tem sido promovida entre grandes nomes da comunidade, como Segredos dos Games, Defenestrando Jogos, Velberan, entre outros, recebendo grande relevância. Campeonatos online foram promovidos pela plataforma em parcerias com canais de conteúdo retrogamer, à exemplo do torneio SnestalGear organizado pelo canal Snestalgia, que proporcionou momentos emocionantes em honra aos 30 anos de Top Gear.

Pela manhã de 05 de Maio de 2022, uma surpresa: o site piepacker.com foi redirecionado para um endereço mais simples, revelando o novo nome da plataforma, chamada agora de Jam.gg!

Confira abaixo o novo trailer de apresentação da plataforma:

O que é o JAM.GG?


É um serviço de streaming de jogos clássicos voltado para entusiastas e jogadores casuais, proporcionando agradáveis experiências multiplayer online, sem anúncios ou download de arquivos e aplicativos. O serviço comporta salas públicas e privadas para as partidas multiplayer, e conta com recursos de áudio e vídeo chamada durante gameplay, além de suporte a diversos tipos de controles.
A plataforma dispõe gratuitamente de games licenciados que fizeram grande sucesso no passado, como: The King of Fighters 98, Rage of the Dragons, Metal Slug X, The Last Blade 2, Top Racer (mais conhecido como Top Gear), Earthworm Jim 1 e 2, Prehistork Man, Worms World Party, além de jogos indie recentes como Xeno Crisis.

Emuladores:


O Jam.gg também oferece emuladores para que jogos em disco interno (roms) sejam compartilhados à plataforma para partidas. Os sistemas emulados são: Nintendo e Master System da segunda geração de consoles; Super Nintendo e Mega Drive da terceira geração, Playstation e Nintendo 64 da quarta geração. Os portáteis Gameboy e Gameboy Advance também estão disponíveis.

Planos de serviço:


O serviço gratuito requer apenas o cadastro de e-mail válido, ou ingresso via contas do Google ou Facebook. Recursos de chat por vídeo e jogos da biblioteca são disponíveis à conta gratuita. O uso dos emuladores está temporariamente gratuito, visto o recurso ser destinado à assinantes premium e previsto para lançamento durante o ano de 2022. Adicionais cosméticos como badges, máscaras exclusivas para videochat e filtros HD para os jogos são privilégios aos assinantes do plano pago.

Projeções para o futuro:


Por enquanto, o Jam.gg está disponível apenas em PCs por meio dos navegadores Google Chrome e Microsoft Edge. Suporte à smartphones, download de jogos da biblioteca para partidas offline e outros recursos estão em vista para futuras atualizações.

SITE OFICIAL: https://jam.gg/pt
Twitter: https://twitter.com/jamgg_brasil


OPINIÃO:


Os serviços por assinatura são a tendência para o mundo dos games, e expandir o universo retrogamer em um serviço online é uma excelente idéia, visto o mercado ser tão seletivo para quem deseja colecionar jogos do passado. Graças à emulação, clássicos, jóias esquecidas, produções curiosas, romhacks e traduções se salvaram do esquecimento, porém, as configurações dos emuladores são intimidadoras para iniciantes, o que faz do serviço oferecido pela Jam.gg a porta de entrada ideal para o público casual.

Fiz testes em dois computadores: um atual, de configuração robusta e placa de vídeo RTX 2060, e outro modesto, sem placa de vídeo dedicada. Ambos foram testados com a mesma velocidade de conexão (100 MBPS). Sem grandes surpresas, as máquinas atuais com conexão decente proporcionam a experiência ideal, sem atrasos. Para os testes que fiz no Helios 300, roms de Nintendo 64 rodaram sem glitches, o que foi uma agradável surpresa.

O mais interessante dos testes está na máquina mais antiga, que é um Core 2 Duo de 4gb. Vamos aos resultados com ela:
  • Lag: Os jogos mais pesados (como Real Bout Fatal Fury Special, Rage of the Dragons, The Last Blade 2) rodam com atraso de áudio e vídeo. Os demais da SNK, como Metal Slug X, The King of Fighters 98, Last Resort, rodam no limite, com alguns frames perdidos durante o teste, mas são jogáveis, sem atraso grave de imput. O mesmo ocorre com os games da era 16 bits, como Top Gear, Earthworm Jim, Prehistorik Man, entre outros.
  • Compatibilidade com os emuladores: Romhacks recentes rodam sem problemas, o que é algo positivo. No teste realizado, coloquei Street Fighter II Nostalgic Edition, protótipo da Parisoft distribuído em 2021 e que exige emuladores de NES atualizados.

  • Resumidamente, para se ter o mínimo proveito da plataforma, a conexão deve ser decente, bem como a máquina a rodar os jogos. Acredito que os provessadores de gerações mais atuais (de sétima geração da linha Intel) e 8GB de memória ram sejam suficientes.

    O serviço tem tudo para o sucesso, em especial, por trazer oficialmente e de forma gratuita retrogames tão amados pela comunidade. Se a plataforma conseguir incluir em seu catálogo oficial clássicos dos arcades da Sega, Konami, Capcom e outros, a biblioteca terá mais exclusividade, e por consequência, novas assinaturas serão garantidas ao serviço, sem sombra de dúvidas.